No dia 20 de março de 2018, a Vestas Ocean Race estava em pleno andamento, com as equipes navegando pelo Oceano Atlântico em direção a Hong Kong. No entanto, a alguns quilômetros da costa de Hong Kong, o impensável aconteceu: uma colisão entre o barco da equipe Vestas 11th Hour Racing e um barco de pesca local.

O choque foi devastador e resultou na morte do pescador, além de múltiplas lesões graves entre os membros da equipe. O impacto foi tão forte que o barco da equipe de corrida ficou seriamente danificado e, como resultado, Vestas 11th Hour Racing foi forçada a abandonar a competição.

Após a notícia do acidente, a organização da prova imediatamente iniciou uma investigação para apurar as causas do choque. Posteriormente, veio à tona a informação de que o barco de pesca não apareceu nos radares do barco da equipe de corrida, o que impediu que eles evitassem a colisão.

No entanto, essa explicação não foi suficiente para acalmar os ânimos dos fãs da regata, que questionaram os protocolos de segurança em vigor durante a competição. Eles apontaram que a detecção de obstáculos, a prevenção de colisões e a segurança geral deveriam ser a prioridade máxima da organização da prova.

A resposta da organização da prova foi rápida e severa. Eles reforçaram seus protocolos de segurança, aumentando a frequência das verificações de radar e AIS, revisando os procedimentos de navegação e estabelecendo uma revisão independente de todos os procedimentos de segurança.

Além disso, a equipe Vestas 11th Hour Racing tomou medidas para garantir a segurança de seus membros, incluindo a implementação de uma política de duas pessoas no cockpit o tempo todo durante a navegação, para que sempre haja alguém no controle da nave.

No entanto, o acidente ainda levanta questões sobre a segurança da regata oceânica, especialmente em áreas movimentadas e navios de pesca. É importante que a organização da prova continue investigando e aprimorando seus protocolos de segurança, para garantir que mais nenhuma tragédia ocorra no futuro.

Em conclusão, a tragédia na regata oceânica Vestas Ocean Race foi um evento chocante que trouxe à tona a importância da segurança na navegação oceânica. Embora medidas tenham sido tomadas para evitar futuras tragédias, é fundamental que a organização da prova continue aumentando sua segurança e protocolos de prevenção.

Palavras chave: Vestas Ocean Race, tragédia, regata oceânica, acidente, investigação, segurança, protocolos, procedimentos, navegação, barco de pesca.

Descrição: Este artigo descreve a tragédia que ocorreu durante a regata oceânica Vestas Ocean Race, onde duas embarcações colidiram. Analisa as possíveis causas e as medidas tomadas pela organização da prova para evitar futuras tragédias.